Imagem

Imagem
(Crédito da foto: www.santoscity.com.br)

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Explicitar ou ocultar... o que é melhor? Depende!!!!

Por: Débora Rossini


Oooopaaaaa!!! :-) Dando uma visitadinha lá no blog "Crônicas da Surdez ", deparei-me com este post: "Respeito é bom" .
Ele é acerca do depoimento de uma leitora surda, que demonstra-se incomodada pelo fato de muitas pessoas (por falta de esclarecimento ou por má intenção) espalharem "aos quatro ventos" de que ela é deficiente, sem esperar o seu consentimento ou aprovação.

De fato, isto é algo que acontece frequentemente com pessoas que possuem algum tipo de deficiência que não é visível, assim,"de cara". E esse tipo de atitude pode trazer, para a pessoa com deficiência, situações de constrangimento, desconforto, preconceito ou até de insegurança! :-( Infelizmente, muita gente que convive com deficientes não se dá conta disso... e logo correm para falar para todo mundo, assim, aos "quatro ventos": "ó, ele(a) é deficiente, viu??? [e especifica qual é a limitação da pessoa] ". Fica parecendo que ressaltar as limitações de uma pessoa é mais significativo do que destacar as suas habilidades, não é? Só quem é ou já foi pessoa com deficiência sabe o tanto que tal atitude proporciona chateação... ! :-(


Ih, aposto que você, leitor do "Sopa", ficou "grilado" e confuso agora...! Xiiii... certamente você deve estar se perguntando:

" -Peraí ... mas tem hora que tem de explicar que a pessoa tem deficiência... senão, como serão atendidas suas necessidades específicas para estudo, trabalho, convivência social, lazer... ? E aí, como fica mais adequado para não magoar a pessoa com deficiência? Esconder a deficiência ou explicitá-la ??? Agora tô confuso! Póóóimmm!!!! "


Bom, cada caso é um caso... relaxe, leitor! :-) Vamos explicar direitinho! :-) É que depende da situação, sabe...?

Há situações nas quais não só pode, mas SE DEVE explicitar que se possui alguma deficiência - a fim de garantir condições de acessibilidade e direitos garantidos!!! Mas por outro lado, no convívio social, dependendo do contexto em que a pessoa com deficiência se encontra (principalmente se for deficiência não-aparente) , deve-se respeitar a vontade desta , em explicitar ou ocultar sua condição...! ;-) Em diversas situações sociais , ocultá-la pode acabar sendo a melhor solução, sim - a fim de evitar preconceito, evitar ouvir comentários indesejados das pessoas ao redor... e, até mesmo, por questões de segurança também!!! Quem nunca ouviu falar da pessoa deficiente que ficou mais vulnerável a ações de má-fé de um outro indivíduo, que se aproveitou do fato de a vítima ter deficiência e, portanto, menores condições de percepção ambiental e de defesa? Pois é.... ;-(


Então, nota 10 para a autora do depoimento lá do blog "Crônicas da Surdez"!!!!Ah, e quanto aos leitores de lá que comentaram o referido post: muito bons e pertinentes os comentários, ok? O "Sopa", como você já sabe, não perde tempo... e deixou lá um comentário também!!! :-)



Obs: para quem usa leitor de tela e que, por algum problema de configuração, não conseguiu abrir o hiperlink para o referido post - clicando no título dele mencionado anteriormente- tente acessar diretamente por aqui: http://cronicasdasurdez.com/respeito-e-bom/


Boa leitura! :-)

2 comentários:

  1. Realmente é complicado amiga, meu caso mesmo a deficiência visual não é aparente, por isso duvidaram de mim já. Infelizmente as pessoas são dessa forma, claro nem todas, mas tem pessoas que agem assim, infelizmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Letícia... depende muito do contexto!
      Por um lado, tem hora em que é melhor ocultar (até mesmo por questões de integridade física)... mas por outro, tem mesmo que mostrar que tem a deficiência, para conseguir certas adaptações de acessibilidade. E quando ela não é aparente, aí nessas horas, complica mesmo, né? :-/

      Excluir