Imagem

Imagem
(Crédito da foto: www.santoscity.com.br)

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Síndrome de Irlen e Relacionamentos Sociais

Por: Débora Rossini

Ooooopa! O post de hoje é para falar sobre a questão de Síndrome de Irlen (SI) e Relacionamentos Sociais - algo que já foi sugerido por internautas, há muito tempo, num grupo de discussões que criei no Facebook para discussão de assuntos relacionados à Síndrome de Irlen. 

Como ocorre com pessoas que possuem quaisquer tipo de necessidades especiais, com Síndrome de Irlen não é diferente: há pessoas que, felizmente, apesar de suas dificuldades cotidianas (e de seus óculos com lentes cuja aparência frequentemente é diferente do padrão estético comum), conseguem ter amizades, divertir-se na companhia de outras pessoas, etc. Porém, sem dúvida, devem existir diversas pessoas com SI que passam a maior parte do tempo sozinhas (independentemente de estarem fisicamente rodeadas de gente ou não), sem conseguir fazer amizades na escola, faculdade ou trabalho - e tendo os outros apenas como colegas, não como amigos. E é justamente para tais ''solitários''  -que certamente estão aqui lendo o ''Sopa'' em vez de planejar o carnaval com amigos (hehehe)-, é que estou escrevendo este post! :-)


Tais pessoas acabam por imaginar que é devido à SI e suas implicações é que não conseguem fazer amizades, acreditando que é isso que afasta as pessoas (que, geralmente, não sabem ''lidar com as diferenças''). Bom, como ainda não inventaram uma fórmula ou aplicativo web para saber se o afastamento das outras pessoas se deve a motivos relacionados à SI ou se é por motivos que afetam também as pessoas sem SI (ex: se alguém acaba ficando solitário por ser chato, por não se arrumar direito, por ter personalidade difícil, por ter caráter ''duvidoso'', etc), isso dificulta para que eu dê uma ''receitinha pronta'' (hehehe) para aumentar o índice de popularidade da pessoa! :-) Mas, vamos assumir, para fins práticos, que a pessoa com SI esteja sendo rejeitada pelos seus pares devido às suas necessidades especiais! E então, como resolver isso? 

Bom, se você que está lendo este post está na situação descrita (ou seja, pessoa com S. de Irlen), e deseja ter mais amizades em sua escola, faculdade, trabalho, etc., minha lista de sugestões é a seguinte: 

1) Certifique-se que você se esforça para ser uma pessoa legal - ou seja, agradável, educada, com coisas interessantes para contar, sem ficar se fazendo de coitadinho ou de vítima por ter esse problema de visão. Certifique-se de que você se esforça para cativar as pessoas. Caso contrário, pode ser que esteja sendo deixado de lado não pelo fato de ter SI, mas sim pelo fato de ser um ''mala sem alças'', hehehe! ;-) 

2) Certifique-se de que você domina as regras de comportamento social do meio em que está inserido, e que se veste de acordo. Verifique também se suas atitudes contribuem para uma boa reputação entre as pessoas de seu meio. Certifique-se também de sua honestidade, ética e bons valores morais. (Vale para qualquer pessoa, com ou sem SI, hehehe.) 

3) Se respondeu ''SIM'' aos dois tópicos anteriores, pode ser que realmente as pessoas estejam lhe estranhando pelo fato de não saberem lidar com suas particularidades/necessidades especiais. Se perceber isto, procure abordar e tratar com naturalidade o assunto da Síndrome de Irlen, sem tabus nem rodeios. Indique para as pessoas a leitura de todas as postagens que fiz aqui no ''Sopa'' sobre o assunto... e peça-as também para curtirem, seguirem e lerem os posts da minha fanpage, hehehe! Muitas vezes, é a falta de informação que dificulta o contato interpessoal. 

4) Se mesmo depois disso tudo o pessoal ainda ficar dando ''gelo'' em você, compreenda: o problema não está em VOCÊ, mas sim NOS OUTROS! Com tanta informação a respeito da diversidade humana nos meios de comunicação (rádio, TV, internet, mídia impressa) e ainda assim o povo não ''se toca'' para isso, a ''deficiência'' está é neles - ou seja, eles sofrem de Deficiência de Convivência. (kkkkkk!!!)

5) Siga umas sugestões que andei postando para a galera com SI, na minha fanpage. Reproduzo o post feito lá, aqui no blog. Olhem só: 


''Você é daquelas pessoas com Síndrome de Irlen que se queixam por não ter amigos em seu dia-a-dia? (e que acha que, por causa de várias características do portador da SI, é que as pessoas teriam tendência a se afastar?)Se você respondeu que ''SIM'', tenho duas dicas para você! :-)


1ª) RELAXE, meu querido leitor! :-) Pode ser que nas atividades que você atualmente exerça, as pessoas não sejam tããão dispostas a interagir com você. Mas quem sabe, em outras atividades que você passe a exercer, acabe conseguindo se inserir em outros círculos sociais? (Ex: você ainda está no colégio, mas tem poucos amigos; quem sabe no cursinho ou faculdade você os terá? Ou então: se vc faz faculdade e seus colegas não se interessam muito por vc, quem sabe quando vc for fazer um estágio, ou terminar essa faculdade e começar a trabalhar, terá mais interações sociais? E por aí vai...) Lembre que diversas atividades que você faz, sobretudo as de estudos, são temporárias... e frequentemente, a medida em que se avança nelas, trocam-se os ambientes, estabelecimentos e círculos sociais. ;-)


Claro que, se isso ocorre em um emprego no qual você PRECISE DELE, vc NÃO vai ficar tentando trocar de local de trabalho a todo instante, né? ;-) Hehehe! Caso vc não tenha outra tarefa cotidiana além do trabalho, procure participar, em alguma de suas horas vagas, de atividades extras nas quais vc tenha mais chance de fazer amizades com outras pessoas (caso tenha tempo, obviamente.) Vale fazer um curso livre de qualquer coisa, ou um trabalho voluntário, ou alguma atividade física em grupo... E se você for adepto de alguma religião, vale juntar-se a algum grupo ligado a ela (grupos de oração, trabalhos sociais, etc.) Use sua criatividade! Mesmo que esteja faltando $$$, não se desanime: veja se na prefeitura de sua cidade oferece cursos e atividades gratuitas ou a baixo custo. ;-)


2ª) Embora a mídia e os meios de comunicação ''berrem'' (hehehe) a todos os cantos que ''pessoa que não interage com os outros é fadada à infelicidade'', pense que não é beeeem assim! ;-) Embora uma certa dose de relacionamentos interpessoais nos ajude a amadurecer, ver as coisas sob outros pontos de vista, conseguir até oportunidades de emprego ou mesmo dar aqueeela ajudinha quando vc está em alguma dificuldade, compreenda que, muitas vezes, as pessoas que têm menos companhias acabam por ser mais ''focadas'' em suas tarefas, mais criativas, e propensas até mesmo a fazer reflexões mais profundas sobre questões do dia-a-dia e existenciais! ;-) Dê uma olhada neste texto cujo link se segue [clique aqui para abri-lo] ... Ou seja, é aquela velha história de se ''pegar o limão e fazer a limonada!" 


Já publiquei aqui no ''Sopa'' um post que dá dicas para familiares e amigos de pessoas com Síndrome de Irlen, para lidarem melhor com elas. Veja aqui, e compartilhe-o com quem você achar necessário! ;-)

Ah! Só para terminar: vai que você esteja se sentindo com autoestima baixa devido aos óculos de Irlen com lentes de cores diferentes do padrão convencional. Neste caso, sugiro que verifique, consigo mesmo,  outras qualidades e atributos físicos que sejam seus ''pontos fortes''... e ''mande ver'' neles, hehehe! Está se sentindo ''feioso(a)'' com seus óculos? Então, PARE de se sentir assim, hehehe! Aposte em outras qualidades, tais como um corte de cabelo que te valorize, roupas bonitas e que tenham a ver com você (e com os locais que você frequenta, hehehe), sapatos... e, para as mulheres, além disso aí, vale apostar também em acessórios, maquiagem e esmaltes de unha, caso goste desses apetrechos de beleza. Bola pra frente! :-D Uma autoestima elevada é excelente para atrair novas amizades... e, quem sabe, um(a) ''paquera''? ;-)

E então? Que tal?? 
Se você achou este post útil, comente no espaço abaixo, ou então lá no Facebook! Ah, e não se esqueça de compartilhá-lo em suas redes sociais!!! 

Um comentário:

  1. Muito bom!!! Felizmente nao se aplica ao meu filho, mas muitas crianças e adolescentes sofrem muito na escola...

    ResponderExcluir