Imagem

Imagem
(Crédito da foto: www.santoscity.com.br)

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Física para deficientes visuais: já pensou nisso?

Ooooooopa!!!! De olho o que está "rolando" em outras universidades brasileiras, em relação à questão da Educação Inclusiva no ensino de Exatas, e fazendo contatos, descobrimos isto, ó:
http://www2.fc.unesp.br/encine/

É o site "Ensino de Ciências e Inclusão Escolar",do professor de física Eder Pires de Camargo. Ele é professor doutor da UNESP, e trabalha com a temática do ensino de Exatas - principalmente Física- para deficientes visuais. Como as pessoas com limitações visuais percebem o mundo de modo distinto das pessoas que enxergam bem -e, portanto, aprendem as coisas de modo diferente das normovisuais (já que seu padrão sensorial é diferente)... então, por que não valorizar os talentos para as ciências que muitos DVs possuem (em muitos casos, latentes)? Então, o site mostra estudos e pesquisas que estão sendo desenvolvidos para planejarem técnicas de ensino que valorizem o aprendizado por meio dos sentidos remanescentes (audição, tato, etc) e de habilidades diversificadas (orientação espacial, por exemplo).

Quer saber mais sobre o professor e sobre seu trabalho - bem como as razões que o levaram a desenvolvê-lo na universidade? A história dele é bem interessante!!! Lembra de um post que fizemos em novembro/2010 e que intitulamos "Toc, toc, toc... tem algum matemático deficiente visual aí?" ? Pois é: se agora fizermos a pergunta "Toc, toc, toc... tem algum físico deficiente visual aí?", vamos ouvir a seguinte resposta: "Siiiiiiiim!!!" Não se esqueça que a Física e a Matemática "andam" bem juntas - daí um post falando sobre Física em um blog sobre Matemática! :-) A Física utiliza diversas aplicações da Matemática, para quantificar fenômenos. Aliás, quem faz curso superior de Matemática, como nós, vai se deparar na grade obrigatória com disciplinas de física, tais como Mecânica e Eletromagnetismo. (Pertencem ao grupo de disciplinas de matemática aplicada que possuímos).
Lá vai o link para você conhecer um pouco sobre o professor Éder:
http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=83037

O professor Dr. Éder Pires tem vários artigos publicados - muitos deles em co-autoria com outros docentes da área- sobre o tema. Quer ver? Você pode encontrar a lista de links em:
http://www2.fc.unesp.br/encine/artigospublicacoes.php

Ah! E tem mais!!!!! Ele publicou um livro também!!! :-) A obra é intitulada "Ensino de Óptica para alunos cegos: possibilidades". Quer saber mais sobre o livro? "Voilà"!!!
(Crédito da imagem abaixo, que mostra a capa do livro: [1] ).

















Segundo a resenha do livro, disponível em http://www2.fc.unesp.br/encine/ensinooptica.php ,

" (...)Organizado em nove capítulos, [o livro] busca compreender quais contextos comunicacionais favorecem e quais dificultam a participação efetiva do aluno cego em atividades de óptica.(...) a interatividade, ao aproximar aluno com e sem deficiência visual, favorece a utilização de linguagens de acesso não-visual, e reconhece a importância do professor ao organizar sua comunicação em função de linguagens acessíveis a todos os discentes. (...) "

E você, leitor do "Sopa"? Caso tenha alguma experiência interessante relacionada ao tema deste post, conte-nos! :-)


Crédito da imagem deste post:


[1] http://www2.fc.unesp.br/encine/ensinooptica.php


2 comentários:

  1. Mais uma vez venho parabenizar ao blog pelas postagens interessantes e extremamente úteis.
    Tenho uma aluna cega e autista de alto funcionamento que está no 1° ano do ensino médio e este ano precisaremos muito de atividades e metodologias de ensino em exatas para pessoas com deficiência visual.
    Gostaria de saber se posso publicar o trabalho deste professor no meu blog também, como forma de divulgar mais este trabalho.
    Obrigada pela dica.
    Um abração.

    ResponderExcluir
  2. Olá, Tatiane! Realmente o trabalho do prof. Éder Pires merece ser bastante divulgado. Você pode fazer as abordagens no seu blog- DESDE QUE, se for fazer alguma citação presente no nosso trabalho, mantenha os créditos e cite a fonte e os autores. Ok? :-)
    Ah, e mais uma dica que possa ajudar vc e seus colegas: o link para o site do referido professor de física da UNESP: http://www2.fc.unesp.br/encine/ .Nele você encontra mais detalhes sobre o trabalho do professor, bem como o e-mail institucional de contato com ele. A abordagem que fizemos no blog ficou meio resumida... mas que bom que ela foi útil! Abração!

    ResponderExcluir